domingo, fevereiro 08, 2009

"Lifes For Sharing"

No dia 15 de Janeiro de 2009 a Liverpool Street station em Londres foi o palco deste anúncio contagiante da T MObile, genial não?


sábado, janeiro 31, 2009

The creator has a master plan




Se Ferrel Sanders o diz, não o vou contrariar...

Albert Ayler famously said "Trane was the Father, Pharoah was the Son, I was the Holy Ghost."

quarta-feira, janeiro 28, 2009

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Ricardo sá Fernandes e o país de ignorantes

qual o limite que um arguido e respectivo mandatário, devem observar nas suas alegações de defesa? Deverá este ser pautado pelo direito, pela estratégia de defesa e pelo bom senso?

Esta resposta é subjectiva, dependendo em consequência de cada qual. No entanto, sempre direi que nunca, nas lides que levei a cabo e independentemente da estratégia seguida, insultei quer arguidos, juízes, procuradores, Testemunhas, assistentes etc. pois desde menina me ensinaram que o insulto é feio e num processo judicial, já de si tão desagradável, mais ainda.

No caso a que me refiro vou mais longe que as palavras dos meus queridos pais: o insulto generalizado levado a cabo pelo Colega Advogado Ricardo Sá Fernandes que refere que Portugal é "... um país de ignorantes..." não deveria passar impune.

Será que o Dr. Ricardo pretende castigar os Portugueses que por acaso têm opinião diferente da sua sobre o processo Casa Pia, por acreditarem na culpa do seu cliente e na palavra dos "fantasiosos" jovens violados?

A ignorância que o Dr. Sá Fernandes atribui aos portugueses nada tem a ver com a escolaridade, profissão, desenvolvimento pessoal, livros ou exposições que cada um tem oportunidade/vontade de frequentar, ler, ouvir etc. A Ignorância referida pelo visado tem a ver, creio eu, apenas com o bom senso colectivo e judicial que se pretende desacreditar.

Se o país é de ignorantes, alheios ao processo casa pia, não poderemos esquecer os juízes, procuradores, polícia judiciária, funcionários judiciais e advogados que nele intervieram durante vários anos. Neste ponto só me resta perguntar, tanta gente, com tanta experiência profissional, escamoteou as mentiras das múltiplas ofensas e vítimas?

Não me parece.



quinta-feira, janeiro 08, 2009

Juan Muñoz



A não perder, até dia 18 Janeiro em Serralves

Médio Oriente

Já há algum tempo tinha referido aqui o mapa interactivo do médio oriente. Este mostra, quase à velocidade da luz (5000 anos de história em apenas 90 segundos), quais as alterações, transformações que aquela zona geográfica tem sofrido e, talvez vislumbrar a razão dos recentes acontecimentos.

[oriente_medio_mapa.gif]



a ver aqui

quinta-feira, janeiro 01, 2009

Receita de ano novo


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)


Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

sexta-feira, dezembro 26, 2008

Fotografias na cama

há quase 40 anos (como o tempo voa...), John Lennon e Yoko Ono deram uma conferência de imprensa na cama e, de pijama. Pretendiam chamar a atenção para as questões relacionadas com a paz.
Passados todos estes anos, a filha da fotógrafa descobriu, numa caixa, os negativos nunca antes publicados. Estes, vão ser objecto de uma exposição a partir de Março de 2009.

in ipsilon